Back to Eden em Portugal - Cultivo Orgânico

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
3 mensagens Opções
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Back to Eden em Portugal - Cultivo Orgânico

Miguel
Olá!

Não sei se alguém aqui conhece mas recentemente vi o filme Back to Eden. Recomendo a todos a sua visualização, apresenta um método de cultivo biológico bastante interessante que nunca tinha considerado. Basicamente é utilizado um acolchoado (mulch em Inglês) que consiste na aplicação de uma camada de aparas de ramos de árvores sobre o solo, aumentando assim a retenção de água do mesmo, sendo que esta camada, ao longo do tempo se vai degradando, criando assim um solo extremamente fértil e propício para o cultivo de quaisquer tipo de vegetais. Convém realçar que o jardim de Paul Gautschi (entidade principal deste documentário) é regado apenas uma vez por ano, porém produzindo vegetais de qualidade extremamente elevada.

Esta cobertura consiste duma mistura de paus e folhas trituradas que Paul obtém através de empresas de abate de árvores perto da sua localização. É então aqui que entra o meu pedido de ajuda. Eu tenciono por em prática esta técnica, mas até agora, através da minha pesquisa, o mais próximo que eu arranjei ao que Paul usa no seu jardim é os típicos sacos de serradura que se usam para hamsters (sacos estes que são caríssimos). Alguém tem mais ideias onde possa arranjar este tipo de material, preferivelmente na zona de Lisboa/Sintra?

E para quem estiver interessado (sugiro fortemente que vejam): http://backtoedenfilm.com/

Obrigado.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Back to Eden em Portugal - Cultivo Orgânico

António
Porque não comprar um triturador(por 200 euros,já compra um),e faz a sua própria mistura.O que não falta nos campos é residuos para serem apanhados
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Back to Eden em Portugal - Cultivo Orgânico

Wilma
Em resposta à esta mensagem postada por Miguel
Olá também estou a procura de soluções cá em portugal. Como o seu post já é de alguns anos.
Conseguiu alguma solução?