Investir (praticamente) do zero

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
7 mensagens Opções
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Investir (praticamente) do zero

Nuno Poças
Bom dia a todos.

Acabo de me registar neste fórum, essencialmente para ir aprendendo mais sobre a agricultura e as suas potencialidades de negócio.

Tenho alguns hectares de terreno na Beira Baixa que gostava de rentabilizar, apesar de não saber qual a melhor forma. Há alguns hectares de olival, mas a maioria não tem qualquer aproveitamento.

Pensei em plantar árvores para vender madeira, em aprofundar o olival, em dedicar alguma parte a produção de colmeias e ainda outra à produção de gado de pequeno porte (coelhos e patos).

Alguém me pode ajudar relativamente a sugestões de mercado, sites de apoio à actividade, associações, institutos, etc.?

Muito obrigado.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Investir (praticamente) do zero

Fernando Vdeira
Bom dia,

Sugiro que consulte o Blog do Engº José Martinho, através do qual poderá obter esclarecimentos bastante úteis.

Melhores cumprimentos.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Investir (praticamente) do zero

Hercinio Alvim
Em resposta à esta mensagem postada por Nuno Poças
Bom dia!.. Diga por favor áreas, localização geográfica precisa, disponibilidade de água para rega, tipo de solos e orografia ( terreno plano ou acidentado)
Cumprimentos
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Investir (praticamente) do zero

Nuno Poças
Em resposta à esta mensagem postada por Fernando Vdeira
Obrigado!
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Investir (praticamente) do zero

Nuno Poças
Em resposta à esta mensagem postada por Hercinio Alvim
Caro Hercínio Alvim,

Um dos imóveis tem 7 hectares, planos, um dos quais com azinheiras e pinheiros. Os restantes 6 não têm qualquer cultivo. O terreno é arenoso e tem um furo de captação de água montado.

Outro dos imóveis tem 2 hectares, plano, com terreno perto de um curso de água. Está com olival antigo, com as oliveiras com um espaço de 3/4 metros entre cada uma. O terreno é plano, de terra vermelha e com muitas pedras de rio.

Outro tem 2 hectares, é acidentado, teve olival entretanto ardido e encontra-se perto de curso de água.

Todos estão situados na freguesia de Monfortinho, Beira Baixa.

Sei, por exemplo, que o meu avô, há vários anos, explorava os olivais e usava o terreno de 7 hectares para trigo ou milho.

Obrigado pela sua disponibilidade.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Investir (praticamente) do zero

Jose Ferraz
Boa tarde Nuno

Na parte da produção vegetal, apenas poderei dar algumas dicas, mas não é a minha base de formação e poderá ter um melhor aconselhamento de outros colegas técnicos.
Se está a pensar investir em renovar o olival, atendendo que a zona é tradicionalmente desse tipo de produção, terá que investir em algo que seja rentável para competir, nesse caso terá que apostar num sistema de regadio, atendendo que tem proximidade fácil de fornecimento de água (o caudal é minimamente regular o ano inteiro?).
Uma das opções interessantes será o investimento em produtos alternativos.
Acompanho há uns anos a evolução e crescimento em Espanha do mercado de um produto com muito potencial para o nosso país, que actualmente está a ser muito divulgado pelo Eng.º Martino do Espaço Visual - o Pistáchio.
Devido a questões de mercado internacional, este produto tem muito potencial no nosso país, especialmente na zona onde se situa, por questões climáticas.

Se quiser diversificar a actividade na sua exploração agrícola (o que aconselho vivamente) e apostar na produção animal, posso dar alguns conselhos, por ser mais a minha "praia".
No caso da produção de aves e coelhos, apenas será viável numa perspectiva de carácter extensivo e no domínio do biológico. Por uma razão muito simples, está muito longe de todos os matadouros de coelhos e aves, como tal, vai ser difícil encontrar alguém interessado em suportar esse custo logístico.
Na sua zona o mais forte é claramente a produção ovina e caprina (leite e carne) juntamente com alguma produçao de bovinos e suínos (pequenos agrupamentos de produtores).

Cumprimentos
Cumprimentos

José Ferraz
Eng.º Zootécnico
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Investir (praticamente) do zero

Nuno Poças
Muito obrigado pelos conselhos, caro José Ferraz!

No dia 8 de setembro de 2016 às 16:06, José Carlos Ferraz [via AGROFORUM PORTUGAL] <[hidden email]> escreveu:
Boa tarde Nuno

Na parte da produção vegetal, apenas poderei dar algumas dicas, mas não é a minha base de formação e poderá ter um melhor aconselhamento de outros colegas técnicos.
Se está a pensar investir em renovar o olival, atendendo que a zona é tradicionalmente desse tipo de produção, terá que investir em algo que seja rentável para competir, nesse caso terá que apostar num sistema de regadio, atendendo que tem proximidade fácil de fornecimento de água (o caudal é minimamente regular o ano inteiro?).
Uma das opções interessantes será o investimento em produtos alternativos.
Acompanho há uns anos a evolução e crescimento em Espanha do mercado de um produto com muito potencial para o nosso país, que actualmente está a ser muito divulgado pelo Eng.º Martino do Espaço Visual - o Pistáchio.
Devido a questões de mercado internacional, este produto tem muito potencial no nosso país, especialmente na zona onde se situa, por questões climáticas.

Se quiser diversificar a actividade na sua exploração agrícola (o que aconselho vivamente) e apostar na produção animal, posso dar alguns conselhos, por ser mais a minha "praia".
No caso da produção de aves e coelhos, apenas será viável numa perspectiva de carácter extensivo e no domínio do biológico. Por uma razão muito simples, está muito longe de todos os matadouros de coelhos e aves, como tal, vai ser difícil encontrar alguém interessado em suportar esse custo logístico.
Na sua zona o mais forte é claramente a produção ovina e caprina (leite e carne) juntamente com alguma produçao de bovinos e suínos (pequenos agrupamentos de produtores).

Cumprimentos


Se você responder a este email, a sua mensagem será adicionada à discussão abaixo:
http://agroforum-portugal.17717.x6.nabble.com/Investir-praticamente-do-zero-tp5001082p5001088.html
Para remover sua inscrição de Investir (praticamente) do zero, clique aqui.
NAML



--
Nuno Gonçalo Poças